Jornal O Espaço - Edição 429

08 Anúncios/Matérias O Espaço - 429 - RIO VERDE - GO 16 a 30 de setembro de 2018 A Sudoexpo, a maior fei- ra multissetorial do centro oeste brasileiro, teve início dia 12/09. São mais de 150 estandes personalizados com novidades, lançamentos e atrações especiais para a fei- ra. Além disso, o evento con- tou com um circuito de mais de 20 palestras e oficinas, um festival musical e um festival gastronômico que prometem agitar o público. Aabertura foi feita pelo pres- idente da Associação Com- ercial, Industrial e Serviços de Rio Verde (ACIRV) Ivo Marques de Moraes Júnior, que falou com emoção a importância e alegria de re- alizar um evento como a Su- doexpo. “Rio Verde é polo no estado de Goiás e não poderia haver melhor sede para esta feira. A grandiosi- dade da sudoexpo nos impul- siona a continuar sempre na luta para fazer o melhor pela nossa sociedade” explanou o presidente. O Festival Barzinho e Vi- olão chegou nesta 15ª edição da Sudoexpo com artistas de peso e competência. Ao todo 18 finalistas passaram Festival Barzinho e violão é sucesso total Willian Waack fala sobre cenário político e econômico durante palestra na Sudoexpo Abertura oficial da Sudoexpo reúne centenas de pessoas pelo palco do festival na noite desta sexta-feira, 14 de setembro, mas apenas 6 le- varam a premiação de cada estilo. O terceiro lugar da catego- ria MPB foi para Marcelo Regente; o segundo para Osvaldo Santos e o primeiro para Adriana Francisco. O terceiro lugar sertanejo quem levou foi Ruan Pablo o se- gundo para Danilo Santos e o primeiro colocado foi Breno Henrique. No sábado, dia 15 de setem- bro, os 6 primeiros colo- cados competiram na final geral, em que apenas um saiu vencedor e levou R$ 6 mil para casa. Em seu discurso, Ivo Marques agradeceu a equipe ACIRV que organizou e preparou o evento para os quatro dias. Agradeceu ainda a diretoria atual pelo empenho e parceria para fazer possível a Sudoex- po. “Essa diretoria abraçou a ideia da feira, fomos todos de mãos dadas em cada reunião e a cada dificuldade para re- alizar este evento. Iniciamos este projeto sem um real em caixa e hoje temos a estrutura da maior feira multissetorial do centro oeste em nossa ci- dade” acrescentou Marques. Os festivais que estão acon- tecendo durante a Sudoexpo só foram possíveis graças ao apoio da Prefeitura de Rio Verde e o presidente da ACIRV não poderia deixar de agradecer ao prefeito, Pau- lo Faria do Vale, pelo apoio e participação. “Os festivais que acontecem na feira são de extrema importância para a cultura de Rio Verde e se não fosse o apoio da prefeitura eles não seriam possíveis” expli- cou o presidente. Também agradeceu o vice-presidente do Sebrae e presidente da FACIEG, Ubi- ratan Lopes, e o gerente re- gional do Sebrae, Cláudio Laval, pela parceria com mi- croempresários para a compra de estandes e participação no evento. O Sebrae ofereceu subsídio de 50 por cento em estandes da Sudoexpo. Os senhores Hwaskar Fagun- des (secretário de Meio Am- biente de Goiás) e Paulo do Vale fizeram uso da palavra e salientaram o poder econômi- co e social que Rio Verde tem, demonstraram seu apoio para futuros projetos e desejaram o melhor para a Sudoexpo 2018. Ao declarar aberta oficial- mente a 15º edição da Sudo- expo, o Presidente convidou a todos para participarem da mega palestra com o jornal- ista Willian Waack, que falou da insta- b i l i dade política e econômi- ca vivida no Bras- il, que é a s s u n t o em vári- os jornais e até no exterior. Os altos e baixos do cenário político abalam as es- truturas sociais de forma que ainda não se é possível men- surar. De acordo com Waack, as revoltas e movimentos popu- lares são efeitos de uma nova visão social sobre a política. “Os movimentos de raiva e in- dignação quando canalizados, com líderes eficientes, con- seguem atingir a população em grande escala e gerar re- voltas populares como aconte- ceram em 2013 e observados recentemente com a greve dos caminhoneiros” explicou o jornalista. Os efeitos desses movimentos sociais ainda não podem ser mensurados, entretanto, ainda são observados na comuni- dade atual. Com as mudanças políticas foi possível analisar e entender as demandas da pop- ulação, além disso, foi identifi- cado a falha na visão geral so- bre o entendimento de política e suas ramificações. O palestrante afirmou que a dificuldade atual em mensurar ou prospectar uma análise do mercado se deve as demandas apresentadas pela sociedade. “O medo é o maior motor da sociedade atual que está cansa- da da forma tradicional de se fazer política, quando um candidato se apresenta como diferente e solução imediata de problemas é levado pela pop- ulação como salvador. Outro ponto abordado pelo cientista político foram as pesquisas de intenção de votos. “Os re- sultados são reais; é claro que elas podem errar, mas a reviravolta acontece com os indecisos.” falou ele. O jornalista abriu espaço para perguntas e ao final foi hom- enageado pelo presidente da ACIRV.

RkJQdWJsaXNoZXIy