Jornal O Espaço - Edição 433

06 Cidade O Espaço - 433 - RIO VERDE - GO 16 a 30 de novembro de 2018 AMT e consultores da FIPAI/USP São Carlos devem elaborar medidas para melhorar o serviço Os ônibus de Rio Verde recebem mais de 90 mil passageiros pagantes men- salmente, isso sem contar a grande quantidade de ido- sos, não-pagantes e industri- ais (linhas que transportam funcionários de empresas e industrias do perímetro ur- bano). São pessoas que pre- cisam do transporte coletivo para a locomoção diária e precisam da maior eficiência possível neste serviço. O plano de mobilidade urba- na que está sendo implanta- do em nossa cidade envolve, além do sistema viário de trânsito, o transporte públi- co coletivo e todos os seus modais. Por este motivo, a Prefeitura de Rio Verde por meio da AMT - Agência Municipal de Mobilidade e Trânsito realizou na segun- da-feira 12/11, uma audiên- cia pública sobre o assunto. Na audiência foi apresenta- do o diagnóstico do trans- porte público coletivo de Rio Verde, realizado pela AMT desde o início de 2017 e pelos consultores da FI- PAI/USP de São Carlos, Dr. O titular da 5ª Promotoria do Ministério Público, Dr. Már- cio Lopes Toledo, também colaborou com ideias para o projeto: “eu acompan- ho com interesse essa dis- cussão, trouxe as minhas contribuições e acho que com o apoio da população é mais provável que o município construa soluções mais ade- quadas as necessidades”. Como representantes da Coca Ferraz e Dra. Magaly Romão, os mesmos consul- tores responsáveis pelas in- tervenções viárias que estão sendo implantadas em Rio Verde. Foram analisadas desde as questões técnicas, como as rotas existentes, até a qualidade do serviço prestado, utilizando pesquisa de campo e o levantamento de dados estatísticos. O consultor Coca Ferraz ex- plica que com o surgimento e popularização de novos meios de transporte público individual (como no caso dos aplicativos, por exemplo), o transporte coletivo está pas- sando por uma diminuição na quantidade de usuários em um âmbito geral, situação que se repete em Rio Verde, de acordo com o diagnóstico constatado pelos pesquisa- dores. “Foram vários levanta- mentos para estar colocando a situação especial do trans- porte coletivo na cidade e o que nós estamos propondo para melhorias”, afirma. Um dos autores mais referen- ciados no assunto, Coca Fer- raz falou sobre o panorama Coca Ferraz falou sobre o panorama geral do transporte público coletivo | Foto: Renato Guerreiro população, os vereadores presentes participaram ati- vamente e opinaram sobre o assunto e seus impactos para a cidade. “Ficou demonstrado na audiência a grande preocu- pação com todos os setores, com a comunidade, com os empresários, com a rentabili- dade e principalmente com a segurança do usuário”, afirma o Presidente da Câmara Mu- nicipal, Lucivaldo Medeiros. Agora, com as soluções dev- idamente discutidas e novas ideias sendo apresentadas, a AMT e os consultores seguem com a elaboração do projeto para sua posterior aplicação. “Através do trabalho feito pela equipe contratada, nós estamos conseguindo êxitos, é um trabalho que está sendo feito para que haja condições de deslocamento da comuni- dade”, declara o Presidente da AMT, Ten. Nazian Rober- to Santos. geral do transporte público coletivo. Além da apresentação do di- agnóstico e soluções buscadas pela consultoria, o espaço foi aberto para sugestões de to- dos os presentes, desde repre- sentantes populares até mem- bros dos poderes legislativo e judiciário. “Algumas sug- estões daqui foram bastante interessantes, as pessoas que vieram realmente interagi- ram, foi bastante produtivo com as propostas”, declara Magaly Romão, ressaltando a importância da discussão de novas ideias durante a audiência para a continuação do projeto. De acordo com a especialis- ta, alguns pontos levantados no diagnóstico já passarão por mudanças. “Os próximos avanços serão a migração para as ruas Costa Gomes e Augusta Bastos, a colocação dos minis terminais, a im- plantação dos novos pontos, já está sendo feito o controle de localização por GPS e o uso da bilhetagem eletrônica irá começar também”, afirma Magaly. Audiência foi realizada no plenário da Câmara Municipal | Foto: Renato Guerreiro Público presente deu sugestões e opiniões para melhorar o serviço oferecido Entre as sugestões apre- sentadas pelo público pre- sente estão a criação de no- vas linhas, a utilização de veículos menores de acordo com as rotas, a divisão de empresas concessionárias para cobrirem rotas menores e integração dos meios de transporte. Para o contador Rogério Paz, esta foi uma oportunidade de apresentar ideias sobre o assunto: “a audiência é um avanço para a gente tratar de mobilidade urbana e esse grande gargalo que é o transporte coletivo, eu vejo como uma oportunidade da gente discutir a melhoria desse transporte”. Texto: Pedro Cabral SME divulga edital de Chamada Pública para matrículas nas creches A Secretaria Municipal de Educação (SME) infor- ma que nos dias 10 e 11 de dezembro será realizada a CHAMADA PÚBLICA para ingresso no ano letivo de 2019, na rede Municipal de Ensino, como forma de atender a demanda da Edu- cação Infantil – Creche (0 a 3 anos de idade) no municí- pio de Rio Verde, nos termos abaixo: Orientações: Para o ingresso na Educação Infantil – Creche (0 a 3 anos de idade) a criança deverá ter de 4 meses a 3 anos e 11 me- ses completos dentro do ano letivo. As crianças nas faixas etári- as acima citadas que já estão matriculados nas Unidades Escolares da Rede Pública Municipal no ano de 2018 não precisam se recadastrar, apenas realizar a renovação de matrícula em suas respec- tivas unidades escolares. LOCAIS, DATAS E HORÁRIOS DE CADASTRAMENTO Art. 2º – O cadastramento para ingresso na Educação Infantil – Creche (0 a 3 anos) da Rede Pública Municipal de Ensino será realizado nos dias 10 e 11 de dezembro de 2018 no site da Prefeitura de Rio Verde: www.rioverde.go.gov.br ou nos postos de atendimento para esta Chamada Pública. Posto I Local: CRECHE LAR CRIANÇAS PARA JESUS Endereço: Rua Abel Pereira de Castro, 198 – Centro Horário de Atendimento: 8h às 11h e das 13h às 17h Posto II Local: EMEF “ANTÔNIO GOMES DE LIMA” Endereço: R. 15, s/n, Vila Promissão Horário de Atendimento: 8h às 11h e das 13h às 17h Posto III Local: EMEF “PROFESSOR FRANCISCO JOAQUIM DE PAIVA” Endereço: Rua do Cedro, esq. com Rua Esperança Qd. 01 s/n, Vila Serpró Horário de Atendimento: 8h às 11h e das 13h às 17h Posto IV Local: EMEI “PÃO DA VIDA” Endereço: Av. Beija-Flor, Qd. 32, S/N – Bairro Liberdade Horário de Atendimento: 8h às 11h e das 13h às 17h Posto V Local: EMEF “ANTÔNIO VIEIRA DE MORAIS” Endereço: Av. Adão Mota esquina com Rua do Cedro, Qd. 33 – Bairro Gameleira Horário de Atendimento: 8h às 11h e das 13h às 17h Posto VI Local: EMEI “MARIA DA GLÓRIA SOUZA MACHADO” Endereço:Rua 17 B, Jd. Goiás Horário de Atendimento: 8h às 11h e das 13h às 17h Posto de Apoio Local: Secretaria Municipal de Educação Endereço: Rua Joaquim Fonseca, esq. com Maria Rodrigues - Bairro Odília. Horário de Atendimento: 8h às 11h e das 13h às 17h PARÁGRAFO ÚNICO – Nos distritos Lagoa do Bauzinho e Riverlândia o cadastramento dos munícipes será realizado nas próprias unidades escolares. DOCUMENTAÇÃO Para o cadastramento nos postos de atendimento, o pai ou responsável deverá apre- sentar os seguintes documentos originais: a) Certidão de nascimento da criança a ser cadastrada; b) RG do responsável legal ou documento concessão de guarda da criança (se for o ..... caso); c) Comprovante de residência recente (3 meses) no nome do responsável pela criança ..... ou contrato de locação do imóvel. Audiência Pública define pontos para melhorias no transporte público coletivo Agência Municipal de Mobilidade e Trânsito - AMT - 13/11/2018 às 17:13

RkJQdWJsaXNoZXIy